sexta-feira, 27 de agosto de 2010

EDEMA AGUDO DE PULMÃO

1 - O que é edema pulmonar




CID 10 - J81

Um edema pulmonar é o inchaço e/ou acúmulo de fluidos nos pulmões ocasionando prejuízo nas trocas gasosas e pode causar insuficiência respiratória. Suas causas podem ser a incapacidade do coração remover fluidos da circulação no pulmão (edema pulmonar cardiogênico), ou lesão do parênquima pulmonar (edema pulmonar não-cardiogênico). O tratamento do edema pulmonar depende das causas, porém objetiva maximizar a função respiratória e eliminar a causa.

Diagnóstico

Em geral suspeita-se de edema pulmonar por achados no histórico médico, como doença cardíaca prévia, e exame físico. Alguns sons detectados pela auscultação são característicos de edema pulmonar. Geralmente são feitos testes de sangue para eletrólitos (sódio, potássio) e contagem sanguínea completa, assim como estudos de coagulação. O diagnóstico do edema pulmonar é confirmado por raio-x de tórax, o qual mostra aumento de fluido nas paredes alveolares. Saturação de oxigênio baixa e distúrbio de gases no sangue arterial podem fortalecer o diagnóstico e prover base para várias formas de tratamento. Eeletrocardiografia de urgência também pode fortalecer o diagnóstico e identificar doença nas válvulas cardíacas.

Causas

O edema agudo do pulmão pode ser decorrente de dano direto ao tecido, ou resultado de funcionamento inadequado do coração ou do sistema circulatório.

Causas do edema pulmonar cardiogênico

As causas do edema pulmonar decorrente de funcionamento inadequado do coração ou do sistema circulatório são:
* Insuficiência cardíaca congestiva.
* Ataque cardíaco severo (iInfarto Agudo do Miocárdio) com insuficiência ventricular esquerda.
* Arritmia severa: taquicardia (batimento rápido do coração) ou bradicardia (batimento lento do coração).
* Crise de hipertensão.
* Efusão pericardial (derrame pericárdico).
* Sobrecarga de fluidos devido a insuficiência renal ou terapia intravenosa.

Causas do edema pulmonar não cardiogênico

As causas do edema pulmonar não cardiogênico são:
* Inalação de gases tóxicos.
* Múltiplas transfusões sanguíneas.
* Infecção grave.
* Contusão pulmonar.
* Traumas múltiplos como os decorrentes de acidente de carro.
* Hemorragia subaracnóidea.
* Aspiração de fluidos gástricos.
* Afogamento.
* Certos tipos de medicações.
* Obstrução das vias nasais superiores.
* Malformação arteriovenosa.
* Reexpansão decorrente de lobectomia ou toracocentese de grande volume.
* Lesão de repercussão decorrente de, por exemplo, transplante de pulmão.
*Grandes altitudes ocasionalmente podem levar ao edema pulmonar de alta altitude.

Tratamento

O tratamento do edema pulmonar foca inicialmente em manter a oxigenação adequada. Isso acontece com fluxo alto de oxigênio, ventilação não invasiva ou ventilação mecânica em casos extremos. Quando o edema pulmonar é decorrente de causas circulatórias, o principal tratamento é com nitratos intravenosos e diuréticos de alça.

Fonte Copacabana runners.net

2 - EDEMA AGUDO DO PULMÃO

Conceito:

Edema pulmonar indica excesso de líquido no alvéolo proveniente do capilar .

Causas:

Aumento de volemia ;

Problemas renais , principalmente na glomérulonefrite

Insuficiência cardíaca congestiva esquerda ;

Alteração da permiabilidade vascular.

A) Pneumonia: as bactérias alteram a permeabilidade do capilar aumentando a passagem de líquidos para o alvéolo.

B) Stress: há liberação de bradicinina e histamina que também alteram a permeabilidade capilar.

Sinais e sintomas

dispnéia;

respiração superficial e ruidosa ;

paciente inquieto e ansioso ;

mão úmida e gelada ;

tosse contínua com produção de saliva mucóide ;

Sinais mais característicos: saída de secreção rosa e espumosa em grande quantidade .

Tratamento:

Restrição hídrica;

Diurético : diminuir a volemia ;

Sedação : diminuir a agitação e o stress;

Digital : aumenta força contrátil e aumenta o débito de ventrículo esquerdo ; Aminofiliva : bronquiodilatadora ;

Oxigenação .

Cuidados de Enfermagem :

1)Aspiração ;

2) Posição de foweler com pernas e pés mais baixos que o resto do corpo;

3) Uso de torniquetes rotativos : garroteamento de 3 membros com rodízio (sentido horário) Em MMII o Garroteamento é feito na coxa; Em MMSS é feito no antebraço ;

O rodízio é feito a cada cinco minutos . Qdo os sintomas forem aliviados , os torniquetes são retirados removendo um de cada vez a intervalos de 15 minutos .

A vantagem do uso do torniquete é que diminui retorno venoso e o fluxo de saída do ventrículo direito, ajudando a descongestionar os pulmões .

4)Observar sinais de intoxicação digitálica (suodorese , náuseas, vômitos);

5) Oxigenação ( administração de O2 a 100% através de máscara facial.);

6) Controle de sinais vitais;

7) Apoio psicológico (Uma característica do edema pulmonar é o medo extremo e a ansiedade que se intensificam tornando a condição mais grave . )

8) Administração dos medicamentos solicitados pelo médico .

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário